Na nossa sessão Nostalgia Animada, nos recordamos dos melhores e mais queridos desenhos animados de antigamente! E podem ter certeza que não vai faltar assunto!

Na edição de hoje: “Gárgulas”!

Criada em 1994, “Os Gárgulas” é uma série de animação da Disney que se tornou cultuada por fãs, tendo temas um tanto adultos para sua época – e uma abordagem que mesclava o cômico e o trágico. De certa maneira, “Gárgulas” pavimentou o caminho (ou foi igualmente influenciada) pelas animações de super-heróis da DC Comics, como “Batman”, “Superman” e “Liga da Justiça”.

 


A abertura da série

 

O desenho contava a história de um grupo de gárgulas, criaturas aladas e de feições monstruosas, que defendiam um castelo na Escócia. Lideradas por um gárgula chamado Golias elas acabaram aprisionadas magicamente em forma de pedra e despertaram nos dias atuais, quando o castelo em que estava foi movido para o centro de Nova Iorque. As gárgulas acabam tendo que se ajustar ao mundo moderno, auxiliadas pela policial Elisa Maza, e enfrentam criaturas sobrenaturais que ameaçam a cidade e o mundo.

Um dos destaques da série era sua complexidade. Muitas referências a mitologia, à histórias medievais e principalmente à obra de William Shakespeare tornaram “Gárgulas” um desenho que ainda tem uma forte base de fãs na internet justamente por esses fatores- e por não tratar seus espetadores como incapazes de aprender lições importantes. Um dos episódios, por exemplo, mostra as consequências da violência com armas, não glorificando-a mas sim tratando do assunto com o devido cuidado.

Os personagens principais também eram todos interessantes e complexos em suas personalidades, outro fator que colaborou para o seu sucesso. É difícil não lembrar das três gárgulas Lexington, Broadway e Brooklin. Ou de Hudson e seu amigo cego Jeffrey? Ou da vontade de ferro e compaixão de Elisa, a policial?

Um desenho que deixou saudades, sem dúvida.