O continente de Westeros ainda tem sua porção principal chamada de Sete Reinos, em referência às linhagens reais que governavam esses territórios de forma independente antes da chegada da família Targaryen e seus dragões – que eventualmente dobrou todos sob seu domínio. Esses ‘reinos’ ainda são em sua maioria governados pela mesma família que os fundou. Nesse post, você encontrará a descrição, o estandarte e o lema de cada uma delas.

Baratheon:
Originalmente uma casa menor, ascenderam graças à seu parentesco distante com os Targaryen (embora também tenham parentesco com o Rei das Tempestades da remota Era dos Heróis). Seu assento original é o castelo Storm’s End (Ponta Tempestade) que detém a soberania sobre as “Storm Lands” (Terras Tempestuosas). O membro mais poderoso dessa casa é o Rei Robert Baratheon, que após uma rebelião contra os Targaryen dezesseis anos atrás, se tornou o soberano de todas as terras de Westeros, comandando os demais reinos a partir do Trono de Ferro, em King’s Landing (Porto Real).

Seu estandarte é um cervo negro sobre ouro e seu lema é “Nossa é a Fúria”.

 

Arryn:
Os Arryn traçam sua ascendência ao lendário Artys Arryn, um dos mais antigos reis dos Ândalos, o segundo povo a colonizar Westeros. Seu assento é o castelo “The Eyrie” (O Ninho da Águia), que vigia de uma imensa altura todo o Vale de Arryn. Seu patriarca é Jon Arryn, que morre logo antes do começo da série, e cuja morte é o estopim dos eventos da série.

Seu estandarte é um falcão e lua crescente prata sobre azul e seu lema é“Tão Alto como a Honra”.

 

Lannister:
Uma das casas mais poderosas e ricas de Westeros, os Lannister estão claramente sedentos pelo controle do Trono de Ferro no início de “Game of Thrones”. Seu fundador foi Lann, o Hábil, um trapaceiro que conquistou com sua inteligência o castelo de Casterly Rock (Rochedo Casterly) e as terras ocidentais. Seu patriarca é o lorde Tywin Lannister, um estrategista e administrador incomparável. Seus filhos todos têm destaque na história: a rainha Cersei Lannister, esposa de Robert; o cavaleiro da Guarda Real Ser Jaime Lannister, irmão gêmeo de Cersei; e o inteligente Tyrion Lannister, que sofre de nanismo e é o ‘filho problema’ de Lorde Tywin.

Seu estandarte é um leão dourado sobre vermelho e seu lema é “Ouça-me Rugir”.

 

Stark:
Uma linhagem antiga e que ainda tem muito do sangue dos Primeiros Homens de Westeros, os Stark são os senhores do imenso Norte gelado de Westeros. Descendem de uma porção de Starks legendários, como Bran o Construtor, que teria levantado a Muralha para separar os sete reinos das terras dos Caminhantes Brancos (White Walkers). Todos os Starks são personagens importantes da história, começando por seu patriarca, Eddard “Ned” Stark. Além disso, temos sua esposa Catelyn Tully; e seus filhos Robb, Sansa, Arya, Bran e o pequeno Rickon; além de um filho bastardo de Ned, Jon Snow.

Seu estandarte é um lobo gigante cinzento sobre branco e seu lema é “O Inverno Está Chegando”.

 

Tyrell:
Os Tyrell não têm uma ascendência tão antiga quanto a maioria das outras grandes casas. Eles são descendentes do intendente do rei Mern Gardener, do castelo de Highgarden (Jardim de Cima), que se rendeu aos Targaryen após a morte deste. Elas clamam serem descendentes do lendário Garth Greenhand da Era dos Heróis. Uma família extremamente política, eles têm como patriarca Mace Tyrell, mas quem realmente comanda a ele e seus filhos Ser Loras e Margaery é sua mãe, a senhora Olenna Tyrell, conhecida como “Rainha dos Espinhos”.

Seu estandarte é uma rosa dourada sobre um campo verde e seu lema é “Crescendo Fortes”.

 

Tully:
A mais jovem das sete grandes casas, os Tully traçam sua ascendência aos lordes da região do Tridente e das terras dos rios (Riverlands), mas nunca foram reis, e sua região sempre foi disputada e esteve sobre controle de outros reinos. Seu patriarca é Hoster Tully, um lorde idoso cuja filha Catelyn, é casada com Eddard Stark.

Seu estandarte é uma truta branca num campo ondulado azul e vermelho, e seu lema é “Família, Dever, Honra”.

 

Targaryen:
Os Targaryen viveram por muito tempo na ilha de Dragonstone (Pedra do Dragão), até que executaram um plano de invasão e conquistaram os Sete Reinos de Westeros, tornando-se seus governantes supremos no Trono de Ferro, construído por eles. Atualmente, sua linhagem foi extinta – ou assim se pensa. Seus últimos sobreviventes, Daenerys e Viserys, foram escondidos e vagam pelo continente de Essos para conseguir exércitos e forças para reconquistar seu trono.

Seu estandarte é um dragão vermelho de três cabeças sobre preto e seu lema é “Fogo e Sangue”.

 

Outras duas casas de grande destaque que só começam a aparecer mais adiante na série são os Greyjoy, das Ilhas de Ferro (Iron Islands) e os Martell, de Dorne, um reino que foi independente dos sete reinos por mais tempo que os outros, e só foi conquistado pelos Targaryen por diplomacia, não com dragões.